Eu sou um parágrafo. Não sou nada de mais, apenas linhas. Várias e várias delas. Escritas uma abaixo da outra. Formadas por frases sem nenhum sentido aparente. Apenas frases. Compostas por palavras. Em português, é claro. Mas mesmo assim não sou nada demais. Ser um parágrafo não é nada demais. Você me entenderia se fosse um.

 

Você pode achar que não, mas também sou um parágrafo, como o de cima. E como parágrafo, tenho quase toda certeza de que você não leu o subtítulo desse texto. Mas tudo bem, você pode lê-lo agora. Esperarei. Você sabe onde fica um subtítulo, não é? Normalmente é sob o título, mas não se precipite.

Next Corp  @2019 Todos os direitos reservados